Remédio para Ejaculação Precoce: Quais São Os Mais Indicados?

Muitos homens procuram por maneiras de ter uma relação sexual mais sadia e com muito mais potencialidade do que comumente teriam. Porém, geralmente os métodos mais comuns são aqueles que podem ocasionar efeitos colaterais negativos para o organismo, como é o caso do Viagra.

Porém, é preciso saber que esse não é o único remédio disponível no mercado para que exista um melhor desempenho sexual, na verdade, existem muitos outros que podem ser utilizados. Hoje, aqui no Andre Lima você verá quais são eles, indicações, cuidados e muito mais.

Remédios para ejaculação precoce: quais são eles?

1 – Uso de antidepressivos

Remédios para ejaculação precoce: quais são eles? Quando diagnosticado que a causa da ejaculação precoce tem ligação com o psicológico, é indicado o uso de antidepressivos. Isso acontece porque um dos efeitos do medicamento é atrasar a ejaculação, desse modo, são usados em larga escala para o tratamento.

Alguns dos medicamentos podem demorar cerca de 10 dias para começar a ter efeito no corpo, porém, é preciso esperar mais um tempo até que os resultados sejam classificados como satisfatórios. Caso sinta algum efeito colateral nocivo ao organismo, é recomendado que converse com o médico o quanto antes.

2 – Analgésicos

Um dos analgésicos mais indicados é o Tramadol, que alivia dores e assim como o uso dos antidepressivos, ele tem o poder de atrasar a ejaculação precoce. Porém, esse medicamento só é usado quando os antidepressivos não são eficazes.

É importante prestar atenção nos efeitos colaterais do corpo, os mais comuns são enjoos, cefaleia, sono em excesso e em alguns casos, tonturas. Em caso de excesso desses efeitos, é necessário consultar um médico especialista.

3 – Cremes ou pomadas locais

Os anestésicos locais mais comuns usados são a lidocaína, benzocaína ou também a prilocaína, que devem ser aplicados sob o local do pênis cerca de 10 ou 15 minutos antes do ato sexual, desse modo, se reduz a sensibilidade e consequentemente, a urgência em ejacular.

Porém, pode causar alguns efeitos colaterais como menos prazer ou até mesmo reações alérgicas. A ejaculação precoce deve ser tratada de outras maneiras caso o seu médico indique, somente assim, se terá os resultados correspondentes.

4 – Inibidores da 5 fosfodiesterase

Chamados comumente de sildenafil, Viagra ou tadalafil, são usados para o tratamento da disfunção erétil, ejaculação precoce e tantos outros problemas relacionados a sexualidade. Nesse caso, os efeitos colaterais são conhecidos por serem mais marcantes e em alguns casos, mais graves.

Converse com seu médico previamente, somente assim você poderá saber quais são os riscos ocasionados ao seu organismo, se prevenindo sempre.

5 – Técnicas manuais

5 – Técnicas manuais

Existem várias técnicas que podem ser utilizadas para acabar com a ejaculação precoce, muitas delas apenas manuais. Uma das mais conhecidas é a “start-stop”, onde o homem deve se masturbar e quando estiver chegando “lá”, deve parar. Desse modo, é indicado que se faça isso pelo período que se aguentar, o mais indicado são 10 procedimentos desses.

Existem também a técnica da compressão, onde o homem deve apertar a glande quando estiver chegando ao seu limite. O polegar deve ser posicionado logo abaixo da cabeça do pênis logo acima do freio, já o indicador e o dedo médio devem pressionar por cima do pênis, encerrando a uretra. Essa pressão deve permanecer por cerca de 4 segundos – o máximo de repetições dessa série é de 5 vezes no máximo.

Outra técnica que também pode ser usada é a técnica da dessensibilização, onde o homem deve ser masturbar cerca de duas antes da relação sexual, desse modo, quando chegar ao ato sexual por fim, terá menos sensibilidade para o organismo.

Essas são as técnicas e remédios utilizadas para a o tratamento da ejaculação precoce.


Ajude a melhor ainda mais o site, avalie:

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Leave a Reply